Notícias Fecomercio

27 de agosto de 2018

Empresário precisa estar informado para traçar metas de compra de produtos


Definição do estoque será crucial em virtude das encomendas de Natal, melhor data para o varejo

O empresário precisa se manter informado para elaborar com mais precisão as metas de vendas e, consequentemente, a aquisição de mercadorias para formação dos estoques nesses meses que antecedem a Black Friday e o Natal, a melhor época de vendas para o varejo.

No momento, o ambiente macroeconômico segue repleto de incertezas e marcado pela diminuição do ritmo de crescimento da economia, pela alta taxa de desemprego entre outros fatores que inibem novos investimentos.

O cenário deve mudar pouco até as eleições de outubro e acompanhar o Índice de Estoques (IE), medido mensamente pela Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), é imprescindível para uma melhor projeção dos pedidos junto aos fornecedores.

Em agosto, o indicador caiu levemente (-0,2%) pelo quarto mês consecutivo e registrou 104,8 pontos. O indicador varia de 0 (inadequação total) a 200 pontos (adequação total), e o atual resultado indica uma melhora tênue no ajuste dos estoques dos entrevistados da região metropolitana de São Paulo.

No mês, 52,2% dos empresários consideraram seus estoques adequados, estável em relação ao mês anterior e 1,3 ponto porcentual abaixo do apurado em agosto do ano passado. A proporção dos empresários que declararam ter excesso de mercadorias nas prateleiras caiu 1,1 ponto porcentual na comparação mensal e atingiu 32,2%. A quantidade de empresários que consideram ter estoques baixos avançou 1,2 ponto porcentual para 15,2%. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias